quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Um Desabafo

 Às vezes, é preciso virar a página para que as transformações aconteçam em nossas vidas.
No entanto, lidar com o novo, de certa forma, dá medo quando se está preso ao presente.
Se libertar faz parte da vida!
Permitir novas amizades, novas atitudes, outros lugares. Isso é importante para nossa felicidade e para nos ajudar a buscar aproveitar o que a a vida tem a nos oferecer. Isso é recomeçar.
Mesmo que no futuro, se escreva a história com as mesmas personagens..
Mas por outro viés!





por Raquel Soares

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

O que Se Aprende Com O Passar Do Tempo

"Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.
E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes, não são promessas.
E começa a aceitar suas derrotas de cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.
E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo.
E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam...
E aceita quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoa-lo por isso.
Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se levam anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida.
Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos nos permitiram escolher.
Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.
Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso, sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pois pode ser a última vez que as vejamos.
Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influencia sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.
Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tomar à pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.
Aprende que não importa aonde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.
Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.
Aprende que seres são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências.
Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute quando você cai, é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.
Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.
Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são umas bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel.
Descobre que se por que alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama com tudo que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que se julga, você será em algum momento condenado.
Aprende que não importe em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não vai parar para que você o conserte.
Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.
E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais.
E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida"!

 
Eu achei lindo e você !! Pense nisso !!


sexta-feira, 3 de setembro de 2010

!!


" As vezes construímos sonhos em cima de grandes pessoas.....
  o tempo passa....
  E descobrimos que grandes eram os sonhos e as pessoas pequenas demais para torná-las reais."

Bob Marley

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

8 Mostra de Terapia Cognitivo Comportamental


Dia 17 de setembro nos Auditórios da UERJ, das 9h as 18h.
Local: Rua São Francisco Xavier, 524 - Maracanã
Local para retirada de material: Hall do primeiro andar (bl. F)

Temas

  • Integração das psicoterapias cognitivas

  • Neurociência

  • Terapia sexual

  • Transtornos da personalidade

  • Transtornos alimentares

  • Transtornos de ansiedade

  • Transtorno do humor

  • Dependências químicas

  • Teraoia na Infância e adolescência

  • Habilidades sociais

  • Psicologia da saúde


  • Maiores informações pelo site www.atc-rio.org.br

    quinta-feira, 12 de agosto de 2010

    Palmada: contra ou à favor?

    O escritor Machado de Assis, que freqüentou apenas o primário, tratou do tema no Conto de Escola, em que a palmatória se faz onipresente: “E essa lá estava, pendurada do portal da janela, à direita, com os seus cinco olhos do diabo. Era só levantar a mão, despendurá-la e brandi-la, com a força do costume, que não era pouca”.

    O debate "bater versus não bater" apresenta alguns complicadores. Os termos palmada, punição corporal, surra, espancamento, parecem não ser diferenciados. A punição corporal é definida como "punição aplicada em qualquer parte do corpo e de qualquer tipo", a famosa palmada (spanking) define-se como "um tapa, aplicado com a mão aberta, nas nádegas ou em extremidades do corpo, visando a modificação do comportamento" (Baumrind). Em segundo lugar, este debate volta-se para a ética e os direitos da criança. Em terceiro lugar, a questão dos efeitos da palmada, da punição corporal, é controversa entre leigos e especialistas.

    Culturalmente, a palmada foi utilizada no ambiente escolar como instrumento disciplinador. O uso da palmatória era frequente, nos dias de hoje não mais. A Psicologia aconselha que se a criança não gosta de fazer as tarefas escolares, por exemplo, os pais poderão determinar que ela só poderá brincar ou assistir à televisão depois de acabar de estudar. Assim, pais e mães evitam que a criança não cumpra com suas obrigações e não precisam castigá-la com a prática educativa parental da palmada. Também a escola aplica o castigo de não haver intervalo, caso não cumpra as tarefas em sala de aula ou tenha comportamento inadequado. A escola e a família ainda não caminham juntas no sentido de disciplina e imposição de limites. Os pais atuais precisam ter acesso ao conhecimento de outras práticas educativas que sejam eficazes para criar e manter um repertório de comportamentos adequados, ajudar o desenvolvimento de habilidades sociais em seus filhos e manter uma dinâmica familiar com muita responsividade, afeto e comprometimento. A escola deve caminhar em parceria com a família, ter especialistas em seus quadros funcionais, necessariamente.

    É preciso dizer NÃO aos nossos filhos, incutir responsabilidades, estabelecer normas, corrigir, reforçar positivamente a boa conduta, incentivar, adequar, colaborar, propiciar autonomia e auto-estima, ensinar e AMAR acima de tudo. Mas, COM OU SEM PALMADAS? O projeto de Lei da PALMADA vem à tona trazendo inúmeras discussões: uma palmada deverá ser considerada crime? Então deverá ser criada a Lei contra filhos que batem em seus pais, por exemplo, isto tem acontecido, também em Alagoas. Com a lei aprovada, a garantia de privacidade familiar, a autoridade dos pais será mantida? Talvez devêssemos realizar um referendo onde todos pudessem expor sua opinião, à exemplo de alguns países.

    A palmada possui efeito imediato, suprime o comportamento. Para alguns pais, é eficaz, reforçando este comportamento de bater. Os filhos, geralmente, sentem dor física e também apresentam respostas emocionais, tais como raiva, culpa, vergonha, medo e ansiedade, que podem demorar a cicatrizar. Alguns apresentam comportamentos de contra-ataque, apatia ou ainda comportamentos de fuga e esquiva para livrar-se da punição corporal e, neste caso, as crianças (quando o parente está por perto) não apresentam o comportamento de que foram punidas, não por terem aprendido o correto, mas para escaparem das palmadas. Outras ainda verbalizam “nem doeu”, ainda que doa. Cada ser humano é um estranho ímpar e de atitudes e reações particulares. A grande pergunta é: resolve dar palmada?

    De todo modo, a tolerância é salutar em todas as esferas dos relacionamentos humanos. Aprendamos a conversar com nossos filhos!

    Fonte: http://gazetaweb.globo.com/v2/noticias/texto_completo.php?c=209701
    Suzy Maurício é psicóloga clínica, especialista em Psicologia Hospitalar e Domiciliar, palestrante do Conselho Estadual da Criança e do Adolescente –CEDCA. www.suzymauricio.com 


    Reflita !!!

    segunda-feira, 2 de agosto de 2010

    Viver como as flores


    Mestre, como faço para não me aborrecer, com as pessoas?
    Algumas falam demais, falam de nossa vida, gostam de fazer intriga, fofoca, outras são ignorantes.
    Algumas são indiferentes.
    Fico magoado com as que são mentirosas. "Sofro com as que caluniam".
    - "Pois viva como as flores!", advertiu o mestre.
    - "Como é viver como as flores?" Perguntou o discípulo.
    - "Repare nestas flores", continuou o mestre, apontando lírios que cresciam no jardim.
    "Elas nascem no esterco, entretanto são puras e perfumadas.
    Extraem do adubo malcheiroso tudo que lhes é útil e saudável, mas não permitem que o azedume da terra manche
    o frescor de suas pétalas.
    É justo angustiar-se com as próprias culpas, mas não é sábio permitir que os vícios dos outros o importunem.
    Os defeitos deles são deles e não seus. Se não são seus, não há razão para aborrecimento.
    Exercite, pois, a virtude de rejeitar todo mal que vem de fora. Isso é viver como as flores."

     fonte: www.padremarcelorossi.com.br

    sexta-feira, 23 de julho de 2010

    Calendário Especial



    Hoje vou apagar do meu calendário especial dois dias: O ontem e o amanhã!
    Ontem foi para aprender!
    Amanhã será uma conseqüência do que posso fazer hoje.
    Hoje enfrentarei a vida com a convicção de que este dia nunca mais retornará.
    Hoje é a última oportunidade que tenho de viver intensamente.
    Já que ninguém me assegura que amanhã verei o amanhecer.
    Hoje terei coragem para não deixar passar as oportunidades que se apresentam, que são as minhas chances de triunfar!
    Hoje aplicarei a minha riqueza mais apreciada: O meu tempo!
    Meu trabalho mais transcendental: A minha vida!
    Passarei cada minuto apaixonadamente para transformar este dia num único e no melhor dia da minha vida!
    Hoje vencerei cada obstáculo que surgir no meu caminho acreditando que vencerei!
    Hoje resistirei ao pessimismo e conquistarei o mundo com um sorriso com uma atitude positiva esperando sempre
    o melhor!
    Hoje farei de cada humilde tarefa uma sublime expressão!
    Hoje terei meus pés sobre a terra compreendendo a realidade!
    E as estrelas cintilarão para inaugurar o meu futuro.
    Hoje usarei o tempo para ser feliz!
    Deixarei as minhas pegadas e a minha presença nos corações queridos!
    Venha viver comigo uma nova estação onde sonharemos que tudo o que nos propomos pode ser possível!
    E ousaremos brindar a próxima manhã...
    Com a certeza de um dia melhor!!!

     fonte: www.padremarcelorossi.com.br

    segunda-feira, 5 de julho de 2010

    IV Mostra Regional de Práticas em PSICOLOGIA

    Participe:
    22 a 24 de Julho de 2010
    Local: Universidade Veiga de Almeida -Campos Tijuca
    Realização: Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro

    Maires informações no site:  http://www.crprj.org.br/mostra/

    quinta-feira, 24 de junho de 2010

    ...


    "Viver não é esperar a tempestade passar......
    é aprender como dançar na chuva !"

    domingo, 6 de junho de 2010

    Educação: dar limites também é amor!!

           Fui convidada para participar de dois Encontros organizados por duas psicólogas em escolas particulares distintas. As questões que foram discutidas nos Encontros eram temas trazidos pela própria escola: permissividade e como conciliar a educação pais-escola! O que deu muita conversa ...
            Em relação a esses assuntos, venho lendo muito material sobre a educação brasileira e visto muitos pacientes no meu estágio com problemas de aprendizagem, hiperatividade e outros. Muitos desses problemas são originados pela dificuldade dos pais em colocar limites para seus filhos. Muitos pais trabalham e quando chegam em casa não têm paciência para brincar ou conversar com seus filhos. Então, quando eles agem de forma errada, para não se estressarem, não intervêm de maneira educativa para que elas possam aprender o certo e errado. Educar dá trabalho, mas tem suas vitórias.
    Como afirma Beatriz Lopes em seu texto Educação ou Permissividade: "Muitas vezes assistimos crianças birrentas fazendo cenas terríveis para alcançar o que desejam... E isso é absolutamente normal! A criança costuma testar aos pais, tios e avós inicialmente, e, depois, professores e colegas. Anormal é o comportamento de alguns pais, que deixam a criança à vontade, sem corrigi-la. Das atitudes corretas dos pais frente a essas tentativas de domínio através da pressão, vai depender o futuro da criança. Caso contrário, da birra a criança irá partir para a agressividade, contra os próprios pais, irmãos, colegas e professores". Dar limites é ensinar seus filhos a respeitarem o próximo; ensinar valores.
        Esta questão que venho relatando foi muito discutida nesses Encontros: pais desorientados em como educar seus filhos, protegendo-os demais. Amar é muito bom. mas temos que ensinar. A educação começa em casa.

    sexta-feira, 21 de maio de 2010

    Deficiências - Mário Quintana


    "Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.

    "Louco" é quem não procura ser feliz com o que possui.

    "Cego" é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.

    "Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.

    "Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.

    "Paralítico" é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.

    "Diabético" é quem não consegue ser doce.

    "Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer.

    E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois:

    "Miseráveis" são todos que não conseguem falar com Deus.

    "A amizade é um amor que nunca morre."

      Provavelmente, muitas pessoas conhecem esta linda poesia mas a coloquei no meu blog pois não basta ler ou conhecer, viva esta poesia, reflita sobre! 

    sexta-feira, 14 de maio de 2010

    quarta-feira, 5 de maio de 2010

    Psicologia Ψ

                                                                                foto: Hellen Mitsuyia
    III Semana de psicologia  

    O efeito da construção coletiva na troca de experiências. 
     A comunicação como a indispensável forma de materializar e criar condições para constante reflexão e aprimoramento do nosso curso 

    O evento é organizado pelo departamento de Psicologia da Universidade Federal Fluminense,

    nos dias de 10 a 14 de maio de 2010 no campus do Gragoatá- Niterói.

    Haverá oficinas, mini-cursos ,debates e filme.

    Participe!!



    segunda-feira, 3 de maio de 2010

    Valorize-se !!



         Muitas pessoas adoecem, vivem mal, a partir de suas leituras, pensamentos e crenças sobre si distorcidas ou errôneas. São crenças do tipo: "ninguém me ama", "estou gorda demais", "sou feia", "sou fracassada" e outras, que geram sentimentos e comportamentos disfuncionais, que muitas vezes causam muito sofrimento. Questione suas crenças! Valorize pensamentos positivos e reais! Valorize o seu momento de vida! Valorize-se!

    segunda-feira, 26 de abril de 2010

    quinta-feira, 22 de abril de 2010

    Ame !


    "Só tem amor quem sabe dar
         Só tem amor quem sabe amar "

    sexta-feira, 16 de abril de 2010

    Pro dia Nascer Feliz - uma reflexão sobre a educação brasileira


        Pro Dia Nascer Feliz é um documentário de João Jardim que aborda o tema da educação no Brasil. O documentário retrata as diferentes situações que adolescentes, ricos e pobres, enfrentam dentro da escola. Estudantes e professores relatam suas experiências e dificuldades  na escola. É um ótimo filme para refletirmos sobre os inúmeros problemas da educação brasileira e da desigualdade social e percebermos que as soluções têm que ser pensadas de forma sistêmica pois, apontar um único culpado não soluciona os problemas. Os problemas da educação envolvem o Estado, a estrutura familiar, a metodologia escolar e outros. 
    Assistam que vale a pena !

    segunda-feira, 12 de abril de 2010

    DOE SANGUE. SALVE VIDAS !!


    A tragédia que ocorreu na semana passada, aqui em Niterói, mobibilizou a solidariedade de muitos conterrâneos para com as pessoas desabrigadas e desalojadas pela chuva. Estão ocorrendo muitas mobilizações para arrecadação de mantimentos e roupas, produtos de higiene e outros. Mas não esqueçamos da doação de sangue!! A doação de sangue é muito importante também e, infelizmente, nessas horas não é muito ressaltado esta questão.

    quarta-feira, 7 de abril de 2010

    O tocar ...


    Já dizia Clarice Lispector: "Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato"...

    Pelas andanças de minhas leituras desta semana me deparei com essa incrível frase, o que me fez refletir sobre várias coisas mas, uma delas que me intrigou: quando nos permitimos ser tocados?? Cada vez mais somos envolvidos pelos nossos pensamentos e desejos, pela nossa individualidade. Esbarramos com pessoas nas ruas, ouvimos histórias de umas ali ou acolá e ..??? O que fazemos?? Como reagimos?? Como nos sentimos quando somos tocados e/ou quando tocamos? Deixo essas perguntas para refletirmos e iniciar o meu blog !! ;)