quinta-feira, 24 de junho de 2010

...


"Viver não é esperar a tempestade passar......
é aprender como dançar na chuva !"

domingo, 6 de junho de 2010

Educação: dar limites também é amor!!

       Fui convidada para participar de dois Encontros organizados por duas psicólogas em escolas particulares distintas. As questões que foram discutidas nos Encontros eram temas trazidos pela própria escola: permissividade e como conciliar a educação pais-escola! O que deu muita conversa ...
        Em relação a esses assuntos, venho lendo muito material sobre a educação brasileira e visto muitos pacientes no meu estágio com problemas de aprendizagem, hiperatividade e outros. Muitos desses problemas são originados pela dificuldade dos pais em colocar limites para seus filhos. Muitos pais trabalham e quando chegam em casa não têm paciência para brincar ou conversar com seus filhos. Então, quando eles agem de forma errada, para não se estressarem, não intervêm de maneira educativa para que elas possam aprender o certo e errado. Educar dá trabalho, mas tem suas vitórias.
Como afirma Beatriz Lopes em seu texto Educação ou Permissividade: "Muitas vezes assistimos crianças birrentas fazendo cenas terríveis para alcançar o que desejam... E isso é absolutamente normal! A criança costuma testar aos pais, tios e avós inicialmente, e, depois, professores e colegas. Anormal é o comportamento de alguns pais, que deixam a criança à vontade, sem corrigi-la. Das atitudes corretas dos pais frente a essas tentativas de domínio através da pressão, vai depender o futuro da criança. Caso contrário, da birra a criança irá partir para a agressividade, contra os próprios pais, irmãos, colegas e professores". Dar limites é ensinar seus filhos a respeitarem o próximo; ensinar valores.
    Esta questão que venho relatando foi muito discutida nesses Encontros: pais desorientados em como educar seus filhos, protegendo-os demais. Amar é muito bom. mas temos que ensinar. A educação começa em casa.